quarta-feira, 22 de julho de 2009

Qual o Significado do Trabalho em Minha vida?

Esse breve texto é um convite a reflexão sobre o sentido do trabalho tendo por base trechos da obra de HAUGHEY (1997).[1]

Trabalhar é uma de nossas principais atividades, pois exige de nós um importante investimento de energia e tempo para sua realização. Seja motivado pela realização pessoal ou necessidade financeira, hoje é inquestionável o importante espaço que o trabalho ocupa em nossas vidas. A motivação para enfrentar os desafios que sempre encontraremos em nosso trabalho está muito relacionada com o sentido que a profissão que escolhemos e o ato em si de trabalhar têm para nós.

O bom trabalho é aquele ao qual o trabalhador confere certo grau de importância. Para adquirir controle sobre nossa própria humanidade, precisamos ver e entender o sentido de nossa vida. O sentido não pode vir do trabalho para o trabalhador; é preciso que vá dele para o trabalho. O sentido e a importância residem na interpretação que o trabalhador dá a seu trabalho.

Para que tenha algum significado em sua vida, o trabalho de alguém tem de se encaixar de alguma forma nesta sensação maior de importância da própria vida da pessoa.

Como vejo meu trabalho? Dou à ele pouca importância com julgamentos como : “eu trabalho apenas para poder comer” ou “o trabalho é um mal necessário”, ou ainda “só tolero meu trabalho porque todo mundo espera que eu trabalhe”. Ou damos à ele um significado importante em nossa vida: “eu amo meu trabalho”, ou “eu me sinto autêntico quando estou trabalhando”.
Quais destas vozes estão mais presentes hoje em seu coração?

O trabalho, seja qual for, para ser fonte de realização, não deve ter como fim único o salário. A remuneração é a conseqüência natural de um bom trabalho prestado, mas empobrece o espírito se for um fim em si mesmo. Para tanto é preciso encontrar o sentido transcendente do trabalho.

Transcender é deixar ser tocado pelos sonhos e as esperanças a respeito daquilo que o seu local de trabalho pode ou deve vir a ser. Aquele que trabalha intervém de forma participativa em sua realidade de trabalho, tendo sua ação direcionada para além de suas satisfações e benefícios pessoais, ampliando seu horizonte a fim de beneficiar também aqueles que estão a sua volta. Procurar realizar um sonho maior que o individuo e seus entes amados, pode dar um novo significado ao próprio trabalho, sem falar em sua própria vida.

Os sonhos são menos racionais que os objetivos, portanto têm maior poder de mobilizar energias internas. O grau de sentido entre aqueles que trabalham com um sonho a ser realizado – sonho maior que eles próprios, para o qual se sentem apaixonadamente atraídos, e em vista do qual decidem agir – não pode ser comparado com que os que trabalham sem um sonho, por realizações menores que vêm de si mesmos.

Para refletir:

1) Qual o espaço que seu trabalho ocupa em seu projeto de vida?Qual sua importância para você?

2) Você enxerga a dimensão social de seu trabalho?

[1] HAUGHEY, J. Espiritualidade do Trabalho. São Paulo : Loyola, 1997.

Nenhum comentário:

Postar um comentário